Salmos 32

Salmos 32:1-11

“Bem-aventurado aquele cuja transgressão é perdoada, e cujo pecado é coberto.
Bem-aventurado o homem a quem o Senhor não imputa maldade, e em cujo espírito não há engano.
Quando eu guardei silêncio, envelheceram os meus ossos pelo meu bramido em todo o dia.
Porque de dia e de noite a tua mão pesava sobre mim; o meu humor se tornou em sequidão de estio.
Confessei-te o meu pecado, e a minha maldade não encobri. Dizia eu: Confessarei ao Senhor as minhas transgressões; e tu perdoaste a maldade do meu pecado.
Por isso, todo aquele que é santo orará a ti, a tempo de te poder achar; até no transbordar de muitas águas, estas não lhe chegarão.
Tu és o lugar em que me escondo; tu me preservas da angústia; tu me cinges de alegres cantos de livramento.
Instruir-te-ei, e ensinar-te-ei o caminho que deves seguir; guiar-te-ei com os meus olhos.
Não sejais como o cavalo, nem como a mula, que não têm entendimento, cuja boca precisa de cabresto e freio para que não se cheguem a ti.
O ímpio tem muitas dores, mas àquele que confia no Senhor a misericórdia o cercará.
Alegrai-vos no Senhor, e regozijai-vos, vós os justos; e cantai alegremente, todos vós que sois retos de coração.”

Anúncios

Cada vez mais obscuro

Mais uma vez o carnaval se foi. Festa que dizem começar no sábado e terminar na terça feira seguinte. Embora, duas semanas antecedentes podemos ver blocos desfilando aqui na cidade com pessoas sujas de ovos e amido de milho.

Com isto, conclui várias observações nesta última festa mundana, entre elas:

* Mal e mal o ano começou e as lojas já estavam enfeitadas ao toque carnavalesco promovendo suas vendas, e o “sucesso” do evento tão esperado pelos foliões. Ao ver o cenário montado para adorar ao deus momo perguntei a mim mesma: “Como está o nosso cenário como noiva de Cristo para anunciar ao mundo a chegada no Nosso Noivo e da Grande festa Celestial?”

*Ao menos em se tratando de Alagoas, nas 11 cidades em que passamos nesta última semana, a música era a mesma e a dança era o mesmo gesto pornô em todos os lugares. Pensei: as pessoas parecem estar interligadas ao mesmo vínculo. Manobradas facilmente. Manobradas como máquinas. Como robôs programados para fazer a mesma função. Dançar o mesmo passo. Cantar a mesma música.

*E outra, nestas mesmas cidades em que passamos, não havia sons em cada esquina, mega sons misturados a outros sons em cada lar como costumamos ver, mas as cidades estavam desertas e apenas em uma parte dessas cidades se aglomeraram os foliões.

Isso significa que apesar de as pessoas estarem mais isoladas ao uso da tecnologia, estão mais sensíveis para reunir-se em um só lugar, em um só louvor, em uma só coreografia da música. É assim que vai ficando mais fácil para o anticristo reunir a humanidade em um só lugar, num só gesto, numa só adoração, em um só louvor: ao ante deus.

* E por falar nisso, era insistente a proposta para aumentar de 3 dias de carnaval para 4 dias.

Analisemos: O terceiro dia é na terça feira, e desemboca para a chamada “quarta feira de cinzas” começando aí a chamada quaresma. Se sobe de 3 para 4 dias, não haverá quarta feira santa e isso não chega na nossa sala mas é uma proposta para a retirada da religiosidade; do cristianismo que para o mundo se trata de uma igreja só; então, nós, como verdadeiros defensores da  morte de Cristo por nós, sofremos ao presenciar um mundo que ousa a dizer que não precisa de Deus e que consegue viver sem religião. Sem religião é possível, mas sem Deus não. Então:

Que o nosso cenário seja exposto todos os dias através do nosso corpo em santidade e em ação santa para anunciar ao mundo que Jesus é Deus e Ele está voltando;

* Que possamos cantar o mesmo louvor a dizer que Deus é: SANTO, SANTO, SANTO!

*E que isso, apesar de estarmos em cidades diferentes possamos estar reunido no mesmo Espírito. Na coreografia pura que são nossas ações de obediência a Deus.

E que mesmo que a religião seja banida, e mesmo que as igrejas sejam destruídas, que o TEMPLO DO ESPÍRITO SANTO que é o nosso corpo nunca possa ser corrompido com a incredulidade deste mundo.

Por: Irmã Claudete Rocha – IAB Alagoas

A Fernanda Brum tem razão

Um vídeo onde a cantora Fernanda Brum faz um desabafo público durante uma de suas apresentações, repercutiu na internet nos últimos dias.

A repercussão se deve ao fato da cantora comentar sobre o atual cenário da música gospel diversas vezes criticado por lideranças e formadores de opinião no meio evangélico por ser vista como apenas uma forma de entretenimento.

“Eu não sou entretenimento para a igreja”, queixa-se Fernanda. “Quando eu chego diante de uma geração, começo a pregar, e a geração só quer ‘tirar o pé do chão’ e morrer de rir… Me dá vontade de se trancar no camarim para chorar”, desabafou a cantora.

“Eu não quero mais ‘tirar o pé do chão”, finalizou.

Infelizmente vivemos em um tempo onde muitos confundem igreja com entretenimento.

Para alguns o vir na igreja é só mais um “rolezinho”. Deixam se levar pela carne e agem como se estivesse em shows.

É nítida a dispersão de pensamentos no meio gospel. A confusão está instaurada! Não se sabe mais o que é o que. Ficou difícil discernir.

O que me alenta é saber que ainda existe um lugar seguro. Como o pastor John John tem pregado: “A igreja (verdadeira) é um dos poucos redutos que o inimigo ainda não dominou.”.

Hoje, são poucos os que têm adorado em espírito e em verdade.

A Fernanda Brum tem razão! Se for pra ser só da carne me tirem fora, pois eu não quero só “tirar o pé do chão”.

 

Por: Ageu da Rocha

Quem pode receber o espírito Santo?

A Bíblia nos diz, no Livro de Atos dos Apóstolos, que receberíamos poder quando descesse sobre nós o Espírito Santo. Este poder vem diretamente do Céu, do Trono do Deus Altíssimo e realmente nos confere muito poder.
Lembro-me quando me converti, há mais de uma década atrás. Eu entrei
na Igreja e já senti o arrependimento de imediato em minha vida. Neste
momento, eu não orei por mim, por emprego, por bens materiais, nada!

A única coisa que realmente me interessava era o Dom do Espírito Santo. Quando desci às águas em Nome de Jesus Cristo, as lágrimas banhavam o meu rosto. Naquele momento não recebi o Espírito Santo, com a evidência de falar em línguas estranhas, mas creio que por misericórdia de Deus, o Seu espírito já pairava em cima de mim.

Para receber o Dom do Espírito Santo ou ser renovado com esta bênção, precisamos, anelar, querer, desejar, e muito, o Dom.
Sempre é possível sermos renovados! Basta crer! Basta confiar que o Altíssimo nos concederá este poder vindo do alto dos céus!

Pregação do Obreiro Irmão Eugênio Naibert, na IAB Esteio, sábado, dia 01 de setembro.

Adaptação: João Batista Machado

A carne e o Espírito

Romanos 7:15 – “Porque o que faço não o aprovo; pois o que quero isso
não faço, mas o que aborreço isso faço“.

Paulo escreveu na sua carta aos romanos que se ele não se cuidasse,
até ele, que era um apóstolo, poderia vir a fazer coisas que Deus não
aprova. Então agora, sabemos que há, sim, uma luta entre o bem e o mal em nós mesmos: a luta entre a carne e o Espírito.

Todos nós temos uma carne que pode pender para as coisas da carne. É por isto que carne não se poda, carne se corta inteiramente, pois um dia ela poderá querer ocupar o seu lugar novamente.

O inimigo sabe muito bem disto. Satanás é um anjo caído e tem medo de Deus. Todo o cristão deve estreitar os laços com o próprio Deus, pois o inimigo foge de diante da presença de Deus.

Mais abaixo, no mesmo capítulo sete da carta paulina aos que congregavam na cidade de Roma, o autor afirmou que via nos seus próprios membros outra lei, que batalha contra a lei do seu entendimento, e prende debaixo da lei do pecado que está nos seus membros. Por isto sempre devemos estar vigilantes e em oração e jejum contínuos para que a carne não venha querer ditar as ordens novamente, porque nós já estamos em novidade de vida, em Cristo Jesus!

Pregação do dia 25 de agosto de 2012, na Igreja de Esteio, pelo Pastor John John Lambeth.

Adaptação: João Batista Machado