Seja a diferença!

O que pode significar uma simples pedra para você?

Para um pedreiro = alicerce.

Crianças = joguinho de cinco marias.

Bravo = uma arma.

Distraído = tropeço.

Jacó = travesseiro.

Davi = complemento de sua funda.

Cansado = assento.

A DIFERENÇA NÃO ESTÁ NA PEDRA, MAS NOS HOMENS!

Retirado do livro, “Sendo uma oliveira verdejante”

Anúncios

Cadê aqueles que choram???

Salmos 6:6 “Já estou cansado do meu gemido, toda a noite faço nadar a minha cama; molho o meu leito com as minhas lágrimas,”.

Davi era um homem chorão! Olhe seus Salmos e veja o quão quebrantado e contrito era Davi.

As minhas lágrimas tem sido o meu alimento de dia e de noite, enquanto me dizem constantemente: O seu Deus, onde está?Salmos 42:3

Outro dia, o Pastor Luiz Motta dirigindo um culto disse que “vivemos em uma geração que não sabe mais chorar na Presença de Deus”. Ele tem razão!!!

Se olhares no altar de nossas igrejas verá o quão difícil é ver lágrimas nos olhos das pessoas…

Cadê aqueles que choram???

Creio que Davi era atendido, pois ele chorava. Mesmo ele sendo um guerreio, um homem lutador e cheio de coragem, ele chegava na presença do Senhor, chorava e se humilhava.

Ouvi uma frase que diz; que “as lágrimas são orações líquidas”. Muitas das vezes faltam forças e só conseguimos derramar lágrimas… É ai que esta uma oração que toca em Deus!

Chore! Se quebrante! É hora de se humilhar, de gemer, de soluçar, de prantear na Presença de Deus.

Afinal, Deus ama quem chora na Sua Presença e além do mais, no final, a alegria é certa: “Aqueles que semeiam com lágrimas, com cantos de alegria colherão.Salmos 126:5.

 

Por: Ageu da Rocha

Ser ou não ser… Parte I

Fantástico mas ao mesmo tempo espantoso, o que foi inaugurado no bairro do Brás em São Paulo. Uma gigantesca obra de R$ 685 milhões. Réplica do Templo de Salomão, com capacidade de até 10 mil pessoas, em uma área de 35 mil metros quadrados, o equivalente a 5 campos de futebol. Poderia escrever mais detalhes, mas não é nisto que quero me deter, ou escrever.

Lembre-se que réplica é cópia de algo original, então em termos uma aparência é aceitável, mas o íntimo corrompido.

Poderíamos abordar sobre o Real Templo de Salomão, descrito em I Reis 6 (Edificação do primeiro Templo). Note que o desejo real de construir o Templo era de Davi, o qual não recebeu permissão de Deus,(I Reis5:3), por ter em suas mãos muito sangue de guerra. Porém, foi dado uma Promessa à Davi que seu filho edificaria o Templo, (I Reis 5:5).

Onde existe um Plano de Deus, sempre tem um propósito específico para tal, concernente a Salvação do homem. Poderíamos abordar sobre as vestimentas que os Sacerdotes usavam para Ministração no Templo, (Êxodo 28:4), todas com suas simbologias específicas Consagradas, pois destacavam a Honra e a Glória de Deus. Podemos entender até agora, que edificações, cerimônias, vestimentas, projetos, tudo tem um fim específico nos Planos de Deus. O Sacerdote do Antigo Testamento era um intercessor do povo de Israel diante de Deus (Êxodo 28:29). Agora no Novo Testamento temos um Sumo Sacerdote que A SI MESMO se ofereceu (Hebreus 7:26, 28).

Deus não necessita de um outro “sacerdote” para cumprir seu Plano de Salvação.

Hebreus 8: 7 “Porque, se aquela primeira aliança tivesse sido sem defeito, de maneira alguma estaria sendo buscado lugar para segunda

Continua…

 

Por: Irmão Pedro Esmeraldino – Obreiro IAB Esteio

Salmos 144

Bendito seja o SENHOR, minha rocha, que ensina as minhas mãos para a peleja e os meus dedos para a guerra;
Benignidade minha e fortaleza minha; alto retiro meu e meu libertador és tu; escudo meu, em quem eu confio, e que me sujeita o meu povo.
Senhor, que é o homem, para que o conheças, e o filho do homem, para que o estimes?
O homem é semelhante à vaidade; os seus dias são como a sombra que passa.
Abaixa, ó Senhor, os teus céus, e desce; toca os montes, e fumegarão.
Vibra os teus raios e dissipa-os; envia as tuas flechas, e desbarata-os.
Estende as tuas mãos desde o alto; livra-me, e arrebata-me das muitas águas e das mãos dos filhos estranhos,
Cuja boca fala vaidade, e a sua mão direita é a destra de falsidade.
A ti, ó Deus, cantarei um cântico novo; com o saltério e instrumento de dez cordas te cantarei louvores;
A ti, que dás a salvação aos reis, e que livras a Davi, teu servo, da espada maligna.
Livra-me, e tira-me das mãos dos filhos estranhos, cuja boca fala vaidade, e a sua mão direita é a destra de iniqüidade,
Para que nossos filhos sejam como plantas crescidas na sua mocidade; para que as nossas filhas sejam como pedras de esquina lavradas à moda de palácio;
Para que as nossas despensas se encham de todo provimento; para que os nossos rebanhos produzam a milhares e a dezenas de milhares nas nossas ruas.
Para que os nossos bois sejam fortes para o trabalho; para que não haja nem assaltos, nem saídas, nem gritos nas nossas ruas.
Bem-aventurado o povo ao qual assim acontece; bem-aventurado é o povo cujo Deus é o Senhor.